SEM TÍTULO Exposição de Manuel D'Olivares

No Palácio Foz, de 22 de abril a 31 de outubro de 2014

As obras de pintura em tela colada em alumínio e posteriormente amachucadas, são como cartazes arrancados do seu suporte e que jazem no chão, apenas uns escassos minutos, enquanto são substituídos pelos novos … ou quando se movem livremente, levados pelo vento.

Agora o espectador ao observar as obras tem a sensação que o tempo parou podendo observar o “cartaz” infinitas vezes. Este permanece sempre com a mesma forma como que arrancado da memória dos que o viram naquele determinado momento.

Manuel d’ Olivares considera que mistura as suas memórias e recordações, tanto em termos de espaço como de tempo, fruto de tantas mudanças de lugares por onde tem vivido. SEM TÍTULO remete-nos, assim, ao seu imaginário numa “viagem” a uma dessas suas misturas de recordações. Um instante vivido e registado na sua memória numa qualquer cidade e um outro passado no Palácio Foz.

Cartaz_PalacioFoz_450Pix_.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Flight Into Memories

Manuel D'Olivares em Toronto a partir de 28 de novembro de 2013


 ManueldOlivaresInvitation.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Manuel D'Olivares em Évora a partir de 07 de Setembro,

 

DSC_0056_400pix.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

D'Olivares@set2013

 

 

DROPPED OUT

Manuel d'Olivares na Cidadela de Cascais

a partir de 9 de março de 2013


As obras de DROPPED OUT dão, ao espectador, a sensação de poder observar, indefinidamente, um instante passado, retido na memória de quem deteve o olhar sobre uma superfície “tatuada” da cidade, que representa a sobreposição de passado e presente. Registos de um momento preciso, de um instante que ficou parado no tempo, arrancado a essa memória e transportado ao presente.


 

A obra de Manuel d'Olivares nasce da fascinação que o artista sente pela realidade urbana que nasce e morre nas paredes, mas também pela ânsia imparável de andar e perder-se pelos recantos mais nostálgicos das cidades.”

 

 

 

David Moreu (Jornalista)



Dolivares_NaCidadelaCascais_400Pix.jpg

 

 

 

 

 

 

dOlivaresStoryTaylores2.jpg

Manuel d'Olivares na Storytailores

a partir de 6 de Dezembro de 2012

"Art at Storytaylors" sob a curadoria de Raquel Vilhena apresenta o trabalho do artista Manuel D’Olivares que optou por explorar noções de escala e dimensão e desta forma dar aos elementos e personagens que povoam as colecções Storytailors, uma tridimensionalidade que visa proporcionar ao público um contacto sólido com o universo imaginário da dupla de criativos. O resultado foi a produção de esculturas que resultam em personagens baseadas em personagens que resultam de conceitos. E telas que se esforçam por libertar do espaço físico que as cercam. O conjunto de peças desenvolvidas é o resultado do uso das várias técnicas frequentes na sua obra que coabitam em harmonia, criadas especificamente para o espaço Storytailors.

Storytailors

 Calçada do Ferragial, 8 - Chiado

 1200-184 LISBOA

 Telef : 213 432 306

 


convite_525pix.jpg

"Vôo às Memórias", Angra do Heroísmo, a partir de 15 de junho de 2012

Manuel D'Olivares, vai estar presente a partir de 15 de Junho, no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, Açores, com a exposição de pintura denominada "Vôo às Memórias".

Pancada_525pix.jpg


Anuncio_Meteo_525pix.jpg

 Manuel D'Olivares num projecto conjunto com Miran Devetak, "Metereologia para Piano", esteve presente na Semana Cultural de Barcelona num evento com o apoio de Portugal Convida/Portugal Experiência e do Centre de Cultura Contemporània de Barcelona.

 

Al_Persons_130pix.jpg   Instants Volés

Paris, a partir de 22 de Junho de 2012

Manuel d'Olivares irá apresentar os seus trabalhos numa exposição que decorrerá na Galeria parisiense, New heArt citY GALLERY, situada no nº 11 da rue de Picardie  75003 Paris.



Cubo_100x100.jpg

      LCL - Less than a Container Load

 

 

Quando  vejo os contentores, tento sempre imaginar, com grande curiosidade, o que trazem dentro, quantos sonhos prestes a serem realizados transportarão, ou quantas realidades escondidas bem diferentes, ... donde vêm, para onde vão ... outras vezes, empilhados, recordam-me grandes edifícios também estes repletos de vivências, sonhos e desilusões ...”

Manuel d’ Olivares

Ouvindo as Pinturas de Manuel d'Olivares

Através da App Sonified de @Perry Hall para iPhone, é possivel ouvir as pinturas de d'Olivares. Trata-se de um processo que tenta reproduzir ou simular a sensação de sinestesia que algumas pessoas conseguem experimentar. Um sentido, por exemplo a audição, consegue ser sensível ao que a visão vê, interpretando os sinais cromáticos como sons. Trata-se de uma experiência interessante que nos faz pensar como seria um mundo onde fosse normal "ouvir" as diversas tonalidades dos objectos que nos rodeiam.

 

Website Design and Content Management By Valdemar J.B. Leitão @ 2011